Foro de São Paulo: O que é e como está influenciando os ataques no Chile

0
328

No último dia 20,o Presidente do Chile, Sebastián Piñera, decretou estado de emergência após manifestantes esquerdistas iniciarem ataques na capital Santiago, o motivo seria o aumento do valor da passagem do metrô.

O presidente Jair Bolsonaro, publicou nas suas redes sociais, um vídeo dos ataques em Santiago com a seguinte legenda:

” Foro de São Paulo, criado em 1990, tendo a frente o PT, as Farc’s e partidos de esquerda da América Latina e Caribe, tem como objetivo a tomada de poder em todos os países da região. – Com dinheiro do Brasil, via BNDES, muitas ditaduras foram abastecidas para ampliar o domínio regional. – Sofreram um duro revés com a nosssa eleição quando fechamos as torneiras da corrupção estatal. Contudo, não estamos livre desses ditadores que teimam, via atos de vandalismo e terrorismo, reconquistarem o que perderam nas urnas.”

O protesto na capital chilena, já perdura por um pouco mais de 15 dias e já contabiliza 15 mortes e mais de 300 pessoas feridas durante as manifestações. O pontos principais dos distúrbios são:

  1. Governo anunciou um aumento de 30 pesos na tarifa do metrô, equivalente a 20 centavos de real
  2. Violência aumentou nos protestos a partir de sexta (18);
  3. Chile decreta no sábado “Estado de Emergência” e Exército vai às ruas pela 1ª vez desde a ditadura;
  4. Presidente chileno suspendeu o aumento na tarifa do metrô, mas os protestos prosseguiram;
  5. Metrô de Santiago foi fechado e o aeroporto da capital chilena teve voos suspensos.

Sobre o Foro de São Paulo

O Foro de São Paulo, é uma organização fundada em 1991 por Lula e Fidel Castro, nessa época o único país liderado pelo comunismo até então, era Cuba. O escritor, Olavo de Carvalho, escreveu em seu livro “O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota” , um pouco do que seria o Foro:

“Foro de São Paulo é a mais vasta organização política que já existiu na América Latina e, sem dúvida, uma das maiores do mundo. Dele participam todos os governantes esquerdistas do continente. Mas não é uma organização de esquerda como outra qualquer. Ele reúne mais de uma centena de partidos legais e várias organizações criminosas ligadas ao narcotráfico e à indústria dos sequestros, como as Farc e o MIR chileno, todas empenhadas numa articulação estratégica comum e na busca de vantagens mútuas. Nunca se viu, no mundo, em escala tão gigantesca, uma convivência tão íntima, tão persistente, tão organizada e tão duradoura entre a política e o crime”

Por quase duas décadas, os jornais e supostos oposicionistas brasileiros esconderam do grande público a existência do Foro de São Paulo, descoberto pelo advogado paulista José Carlos Graça Wagner, que o denunciou publicamente em 1º de setembro de 1997, e não faltou quem rotulasse seus denunciadores como “teóricos da conspiração”. De uns anos para cá, quando o Foro já tinha feito e desfeito governos em toda a América Latina, elegendo presidentes dos países do continente cerca de 15 membros da organização, seu nome começou a aparecer aqui e ali em reportagens, como se o Foro fosse apenas uma entidade como outra qualquer.

O ditador comunista da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou em discurso no “1° Congresso Internacional de Comunas”, que o Foro de  São Paulo está  “cumprindo o plano vitorioso”.

“Foro de São Paulo, posso dizer da Venezuela, que estamos cumprindo o plano vitorioso”, disse.

Maduro também fala sobre os atos ocorridos no Uruguai e no Chile, apontando como parte do plano de poder para a América Latina e declarando que tudo está saindo “melhor do que esperado”.

O Presidente Jair Bolsonaro, publicou o vídeo do discurso em sua conta do YouTube, assista:

Maduro diz que o Foro de São Paulo está “cumprindo o plano vitorioso”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui