Justiça decreta prisão de enteado do prefeito de Manaus por envolvimento em homicídio de engenheiro

0
324
José Evandro Junior foi levado à DEHS — Foto: Rickardo Marques/G1 AM

A Justiça do Amazonas decretou na noite desta quinta-feira (3) a prisão temporária de Alejandro Molina Valeiko – enteado do prefeito de Manaus – por suspeita de envolvimento no homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos. Outros cinco mandados já foram expedidos. Destes, quatro foram cumpridos, segundo a polícia.

O crime ocorreu no domingo (29) após uma festa na casa do filho da primeira-dama de Manaus, Elizabeth Valeiko. O engenheiro teria sido agredido e retirado do local após uma briga. O corpo foi encontrado na manhã de segunda-feira (30), dentro de um pequeno rio, em um bairro vizinho.

Indícios

Uma perícia realizada nesta terça-feira (1º) mostrou que havia barro nos sapatos e calça de Alejandro semelhantes ao do local em que o corpo do engenheiro foi encontrado.

Segundo a investigação, foi encontrado sangue nas roupas de dele e no carro da vítima, que ficou estacionado na garagem do condomínio.

No início da semana, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, disse que dois homens encapuzados invadiram o condomínio e agrediram Alejandro e outros convidados da festa. Na saída, ele teriam sequestrado o engenheiro.

Porém, durante as investigações, a polícia identificou que os criminosos entraram como convidados de Alejandro Valeiko.

Em declaração nesta quarta-feira (2), a primeira-dama de Manaus, Elizabeth Valeiko, disse que o filho não tem participação no crime. Segundo ela, Alejandro é dependente químico e foi internado em uma clínica de reabilitação após prestar depoimento à polícia.

Prisões

Os mandatos foram expedidos pela juíza Ana Paula de Medeiros Braga, da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus.

Por volta das 19h, José Evandro Junior foi conduzido para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Ao entrar na unidade, ele alegou inocência.

Cerca de uma hora depois, Vittorio Del Gato – que trabalha na casa de Valeiko – também foi levado para a especializada, onde prestou esclarecimentos. Minutos depois, o mandado de prisão em nome dele foi expedido e cumprido.

Ainda pela manhã, Elielton Magno de Menezes Gomes – que foi ferido na noite do crime – também foi preso. Ele está em uma das celas da DEHS.

Outro preso é o sargento da Polícia Militar, Elizeu da Paz de Souza, que trabalha no gabinete militar da Prefeitura de Manaus. Os investigadores apuram se Souza chegou à residência antes do engenheiro ser retirado do local e quem o chamou até lá.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que irá adotar as medidas cabíveis em relação à prisão do sargento.

O caso

Segundo a polícia, os amigos estavam na casa de Alejandro Valeiko bebendo e usando drogas. De repente, começou uma discussão, seguida de agressões com facas. Flávio dos Santos foi esfaqueado e morreu.

Ainda de acordo com a polícia, Santos foi encontrado morto no bairro Tarumã, na tarde de segunda-feira (30). O local onde estava o corpo fica próximo à casa de Alejandro.

Uma festa era realizada na residência e, segundo a polícia, outras duas pessoas ficaram feridas.

A polícia diz que o PM Elizeu de Souza foi até o condomínio, colocou o corpo no carro da Prefeitura de Manaus e saiu do local da festa.

Fonte: G1 AM



DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui