Jornalista da Época se finge de cliente para obter informações de Heloísa Bolsonaro

0
306

A reportagem intitulada “O coaching on-line de Heloisa Bolsonaro: As lições que podem ajudar Eduardo a ser embaixador” foi mal intencionada ao tentar arrancar informações pessoais da nora do Presidente.

No último dia 14, Heloísa Bolsonaro publicou em seu perfil no Instagram, a decisão de processar o jornalista João Paulo Saconi, da revista Época, que se passou cliente no curso de Coaching de Autoconhecimento, ministrado pela psicóloga, nora de Jair Bolsonaro.

O objetivo do jornalista era avaliar a conduta profissional de Heloísa, além de, durante a entrevista, instiga-la a manifestar suas opiniões pessoais e revelar detalhes sobre o seu cotidiano com o marido, Eduardo Bolsonaro.

Segundo ela, no início das sessões: ” João logo se apresentou como apoiador do Bolsonaro, homossexual e que, embora já tenha sido mais próximo do espiritismo, hoje possui muitos amigos ateus e se vê afastado da espiritualidade, pois, segundo ele “perdeu um pouco a fé em Deus e na humanidade”. Nunca interferi em suas posições políticas, mesmo quando ele falou de “amigos de esquerda”. Inclusive mencionei que hoje percebo uma falta de valores na sociedade, o que gera uma dificuldade de conviver e respeitar o próximo e o diferente.

João Paulo e Heloísa realizaram 5 sessões de 1h30 cada, via webcam. Tudo foi minuciosamente gravado e anotado pelo jornalista, que abordou assuntos como homossexulismo,cura gay, direita conservadora entre outros assuntos. Ocasionalmente, a psicóloga dá exemplos ou menciona algo do seu mundo: fala a respeito do seu casamento com Eduardo; elogia o presidente Jair Bolsonaro e a sogra, Rogéria Bolsonaro, a quem chama de “parceira de vida”; narra uma conversa com o presidente do BNDES a respeito da suposta “caixa-preta” da instituição e, a pedido do jornalista, recomenda canais de mídia identificados com a direita política.

Leia a reportagem completa aqui

Manifestações

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência divulgou uma nota em que diz: “Nitidamente, utilizando o trabalho ético prestado pela psicóloga Heloísa Bolsonaro como ferramenta, o repórter tenta distorcer informações apuradas com o único objetivo de atacar a família Bolsonaro. Agir de má-fé e direcionar o resultado de uma situação programada não correspondem ao exercício do jornalismo correto e íntegro da mídia brasileira”

O presidente também se manifestou em sua conta pessoal no Twitter :

O que diz a Época

A revista respondeu à manifestação do presidente Jair Bolsonaro em nota oficial publicada em seu site. Leia na íntegra:

“ÉPOCA reafirma o respeito à ética e a retidão dos procedimentos jornalísticos que sempre pautaram as publicações da revista. A reportagem em questão não recorreu a subterfúgios ou mentiras para relatar de maneira objetiva — a bem do interesse do leitor — um serviço oferecido publicamente, com cobrança de taxas divulgadas nas redes sociais.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui