A visita de Bolsonaro a Manaus, decretou o fim de três mitos amazônicos

0
357

O primeiro deles é a devastação da Amazônia: a partir de agora a Amazônia será útil ao desenvolvimento local e nacional. “Seremos a alma econômica do nosso Brasil”, decretou o presidente, que excluiu qualquer possibilidade de entrar na onda ambiental. “Vamos casar a preservação ambiental com o desenvolvimento econômico. Vocês tem aqui água potável, recursos mineiras e áreas turísticas inimagináveis. Acabou a psicose ambiental sobre a Amazônia”.

BR-319

Bolsonaro também acabou com o segundo mito: prometeu ao governador Wilson Lima que vai recuperar a BR-319, uma das formas de gerar e escoar as riquezas regionais. “Vamos asfaltar a BR-319. Asfalta não, reasfaltar”, disse para a imprensa. Não é de hoje que o amazonense clama de joelhos aos ex-presidentes que acabem com aquele atoleiro humilhante. Filas e filas de caminhões e pobres sem geração de renda. “Apesar dos poucos recursos, vamos recuperar a BR totalmente”.

ZONA FRANCA

E o terceiro mito também se foi. O de que o Governo Federal vai acabar com a Zona Franca. É justamente o contrário. Bolsonaro citou o ex-presidente Castelo Branco, “que criou a Zona Franca como uma visão estratégica”, deixando claro que o Distrito Industrial está mais do que nos planos. A presença dele aqui, na reunião da Suframa, já era uma prova disso. Mais de 80 projetos novos foram discutidos com o superintendente Alfredo Menezes e o ministro Paulo Guedes. “Mais de 4 mil empregos serão gerados”, garantiu o Mito, que, curiosamente, acabou de uma vez só com as fantasias criadas pela oposição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui